Publicidade

Estado de Minas

Opositor russo Alexei Navalny relata sua difícil volta à vida


19/09/2020 10:43

O adversário russo Alexei Navalny voltou a falar, neste sábado (19), sobre sua convalescença, sua luta para reaprender a se expressar e a andar, em seu tratamento no hospital alemão, após ser envenenado com um agente nervoso.

"Vou contar para vocês como está minha recuperação. É um caminho bem identificado, mas ainda longo", escreveu ele em mensagem no Instagram, acompanhada de uma foto que o mostra descendo uma escada.

"Meus problemas atuais - como o fato de que um telefone é tão inútil quanto uma pedra em minhas mãos - são apenas bobagens", escreveu ele.

Navalny, de 44 anos, diz que, até "recentemente", não reconhecia ninguém e não conseguia responder ao médico que vinha ajudá-lo a reaprender a se expressar todas as manhãs.

"Fiquei desesperado, porque entendi o que o médico queria, mas não sabia onde encontrar as palavras", descreve Navalny.

"Agora sou um cara que tem as pernas que tremem quando sobe as escadas", mas que diz para si mesmo "aqui é uma escada. Usamos para subir, mas é melhor você achar um elevador", brincou.

"Antes eu teria parado olhando com cara de bobo" para a escada, acrescentou o adversário do presidente Vladimir Putin.

Oponente número um do Kremlin, vítima de uma tentativa de envenenamento em 20 de agosto na Sibéria, segundo seus associados, publicou uma primeira mensagem na terça-feira, dizendo que conseguia respirar sem a ajuda de aparelhos.

Em 3 de setembro passado, um laboratório militar alemão concluiu que ele foi envenenado por uma substância do tipo Novitchok, concebida para fins militares na época soviética. Laboratórios franceses e suecos confirmaram as conclusões alemãs. Moscou nega qualquer envolvimento nesse caso.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade