Publicidade

Estado de Minas

Autoridades alemãs investigam a morte de paciente após 'hackeamento' em hospital


18/09/2020 14:43

As autoridades da cidade alemã de Colônia (oeste) anunciaram, nesta sexta-feira (18), uma investigação por homicídio involuntário após a morte de uma paciente que não conseguiu ser admitida em um hospital por causa de um ataque cibernético.

O hospital universitário de Dusseldorf (oeste) foi alvo de um ataque informático realizado há uma semana por um hacker que paralisou os serviços de ambulâncias.

Uma paciente, de 78 anos, gravemente doente e que não conseguiu se internar, teve que ser atendida em uma cidade mais distante, em Wuppertal, e acabou falecendo.

Embora ainda não esteja comprovado que a morte ocorreu devido à falta de atendimento imediato, a Promotoria de Colônia iniciou uma investigação por homicídio involuntário.

"Estamos verificando se existe uma conexão criminosa entre a invasão e a morte desta pessoa", disse o procurador-geral Christoph Hebbecker à AFP.

Os hackers exploraram uma "brecha em um aplicativo" para criptografar vários servidores do hospital, que foram momentaneamente bloqueados.

Ao contrário de outros casos semelhantes, nenhum resgate foi solicitado.

A Alemanha tem sofrido vários ataques de hackers, que sabotaram instituições de pesquisa e de ensino superior nos últimos meses, principalmente em Giessen, Colônia e Bochum.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade