Publicidade

Estado de Minas

Riade é denunciada por 29 países no Conselho de Direitos Humanos da ONU


15/09/2020 11:43

Um total de 29 países denunciou nesta terça-feira (15) as violações dos direitos humanos cometidas pela Arábia Saudita, incluindo o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, ao Conselho de Direitos Humanos da ONU, sediado em Genebra.

O embaixador dinamarquês Carsten Staur leu uma declaração, na qual os 29 países signatários expressam sua profunda preocupação com as "repetidas violações dos direitos humanos" por parte da Arábia Saudita, incluindo "tortura, detenção arbitrária, ou desaparecimento forçado".

Ele elogiou, no entanto, alguns avanços no país, como as "restrições ao açoitamento, ou a dispensa da pena de morte contra menores para a maioria dos crimes".

Denunciou ainda "a perseguição, detenção e intimidação de membros da sociedade civil, defensores dos direitos humanos, jornalistas e opositores políticos". O mesmo se aplica aos direitos das mulheres.

Os países signatários saudaram os "recentes desenvolvimentos positivos", mas "estão profundamente preocupados com a persistente discriminação contra mulheres e meninas".

O embaixador citou o caso de cinco mulheres defensoras dos direitos humanos que ainda estão encarceradas.

O comunicado também exige que "todos os culpados" pelo homicídio do jornalista Jamal Khashoggi, esquartejado no consulado saudita em Istambul em 2018, sejam punidos.

Este assassinato manchou a imagem do príncipe herdeiro, Mohamed Bin Salman, acusado por autoridades turcas e americanas de ser o patrocinador do crime.

Uma sentença final recentemente pronunciada no caso - condenando oito dos 11 réus a penas entre sete e 20 anos de prisão - foi denunciada como uma paródia de justiça por defensores dos direitos humanos e como uma "farsa" pela namorada do jornalista falecido.

Riade está tentando ganhar uma das 47 cadeiras do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, mas, advertiu o embaixador dinamarquês, "espera-se que os membros do Conselho sejam exemplares na promoção e na defesa dos direitos humanos".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade