Publicidade

Estado de Minas

Grécia ratifica acordo com Egito para compartilhamento de zonas marítimas no Mediterrâneo


27/08/2020 15:37

O Parlamento grego ratificou nesta quinta-feira (27) um acordo bilateral com o Egito sobre a delimitação das áreas marítimas de exploração de hidrocarbonetos no Mediterrâneo oriental do país, o que despertou a indignação da Turquia.

Este acordo é considerado uma resposta ao pacto turco-líbio firmado no final de 2019, que permite um amplo acesso da Turquia na zona do Mediterrâneo oriental, onde foram descobertos importantes depósitos de hidrocarbonetos nos últimos anos.

Sua ratificação acontece em um contexto de crises nas relações greco-turcas no Mediterrâneo oriental, onde os dois países vizinhos, ambos membros da OTAN, disputam zonas marítimas ricas em hidrocarbonetos.

Desde 10 de agosto, quatro dias depois da assinatura deste acordo bilateral, Ancara enviou sua embarcação sísmica "Oruç Reis", escoltado por navios da marinha, para realizar prospecções perto da ilha grega de Kastellorizo, a 2 km da costa turca. Nesta quinta-feira, Ancara anunciou a ampliação da pesquisa de hidrocarbonetos.

No total, 178 deputados de 300 que integram o parlamento grego votaram a favor do acordo bilateral.

Um segundo acordo similar entre Atenas e Roma foi ratificado na quarta-feira (26) de noite pelo mesmo parlamento, que define zonas de pesca entre os dois países e confirmam o direito das ilhas gregas no mar Jônico (oeste) que possui áreas de exploração marítima.

Estes dois acordos "permanecerão na história do país", parabenizou o primeiro-ministro Kyriakos Mitsotakis ma noite de quarta-feira.

O porta-voz do governo, Stelios Petsas, destacou na quinta-feira que "a ratificação é urgente" em virtude das "atividades ilegais da Turquia".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade