Publicidade

Estado de Minas

Ronaldinho e seu irmão são libertados após mais de 5 meses presos no Paraguai


24/08/2020 18:01

O ex-astro do futebol, Ronaldinho Gaúcho, foi posto em liberdade por um juiz do Paraguai após permanecer 171 dias na prisão - 140 dos quais esteve recluso em um hotel de quatro estrelas -, acusado de uso de passaporte paraguaio com conteúdo falso ao entrar no país em 4 de março, informou o juiz encarregado do caso.

O magistrado Gustavo Amarilla também concedeu liberdade ao irmão do ex-jogador, Roberto de Assis Moreira, processado no mesmo caso.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade