Publicidade

Estado de Minas

Especialistas da ONU denunciam "situação alarmante" de direitos humanos na Caxemira indiana


04/08/2020 16:54

Nesta terça-feira, especialistas em direitos humanos da ONU denunciaram uma "situação alarmante" na Caxemira indiana, região do Himalaia onde foram relatadas tensões e controlada pelo governo da Índia há um ano.

Em uma declaração, os especialistas independentes, enviados pela ONU mas cujas conclusões não comprometem a organização internacional, pedem "à Índia e à comunidade internacional que tomem medidas urgentes para enfrentar a situação alarmante dos direitos humanos no território".

"Se a Índia não tomar nenhuma ação real e imediata para resolver a situação, deixar de cumprir suas obrigações de investigar casos históricos e recentes de violações de direitos humanos e não impedir futuras violações, a comunidade internacional deve se comprometer", acrescentou.

Há um ano, em 5 de agosto de 2019, o governo indiano revogou a autonomia constitucional da Caxemira, disputou com o Paquistão e foi afetado por uma insurreição separatista por 30 anos, e aumentou seu controle nessa área explosiva.

Desde então, "a situação dos direitos humanos em Jammu-y-Kashmir está em queda livre", segundo especialistas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade