Publicidade

Estado de Minas

Johnny Depp, os demônios de uma grande estrela de Hollywood


28/07/2020 14:19

Johnny Depp chegou ao estrelato com personagens excêntricos, como o protagonista de 'Piratas do Caribe', e enfrentando seus próprios demônios, assim como seu ídolo Marlon Brando.

O julgamento por difamação contra o tabloide britânico The Sun, em processo movido pelo ator de 57 anos, tornou conhecido do público o seu estilo de vida extravagante e tumultuado do ator.

As audiências trouxeram longos debates sobre seu abuso de álcool e drogas, além do seu relacionamento com a atriz Amber Heard.

Para limpar sua reputação para o jornal, que o caracterizava como "marido violento", o ator processou o veículo, em uma iniciativa que poderia danificar sua imagem após 35 anos de carreira com uma filmografia impressionante, embora não tenha ganhado nenhum Oscar.

Johnny Depp nasceu em 9 de junho de 1963 em Owensboro, no Kentucky, um estado no centro dos Estados Unidos, e começou na música antes de atuar.

Ele começou sua carreira com 'A Nightmare on Elm Street' (1984), de Wes Craven. Sua popularidade disparou com seu personagem da polícia na série de televisão '21 Jump Street '.

Em 1990, o ator interpretou "Edward Mãos de Tesoura" ("The Young Scissor Hands"), um homem com tesouras no lugar das mãos.

Seu senso de fantasia o ajudou a interpretar J. M. Barrie, criador de Peter Pan, em "Neverland" ("Discovering Neverland" - 2004), que lhe rendeu uma indicação ao Oscar.

Ele também interpretou seu herói, o jornalista e grande usuário de drogas, Hunter S. Thompson, em "Medo e Delírio em Las Vegas" (1998). Foi no set de 'Diário de um Jornalista Bêbado', em 2011, onde conheceu Amber Heard.

Depp é um ator versátil que também desempenhou papéis mais sombrios, como o do detetive infiltrado 'Donnie Brasco' (1997) ou o de um traficante de drogas em 'Blow' (2001).

- 14 anos com Vanessa Paradis -

O sucesso de bilheteria Piratas do Caribe, no qual o ator interpreta Jack Sparrow, um pirata apaixonado por rum, rendeu-lhe grande notoriedade.

Johnny Depp foi indicado ao Oscar três vezes, inclusive por seu papel em 'Sweeney Todd: O Terrível Barbeiro de Fleet Street' (2007), embora nunca tenha levado a estatueta.

Com certa frequência, o ator voltava ao mundo da música, ao colaborar com Oasis, Alice Cooper e Joe Perry, guitarrista do Aerosmith.

Diante da Justiça britânica, ele relatou que seu antigo agente havia o deixado sem US$ 650 milhões que ele havia ganhado pela segunda e terceira parte de 'Piratas do Caribe'.

No entanto, ele está acostumado a levar uma vida luxuosa, e um dia contou que gastava US$ 30.000 por mês em vinho.

Em sua vida pessoal, Depp namorou várias celebridades, como a modelo britânica Kate Moss.

Na década de 1990, quando ele namorou a atriz americana Winona Ryder, Depp fez uma tatuagem que dizia "Winona para sempre" e que após o rompimento ele se transformou em "Wino para sempre" ("Alcoólatra para sempre").

Por 14 anos viveu com a cantora e atriz francesa, Vanessa Paradis, com quem teve uma filha e um filho. Eles terminaram em 2012.

O americano se casou com Amber Heard em 2015, em um casamento tumultuado que terminou um ano depois. Eles se divorciaram em 2017.

Durante as audiências em Londres, Heard falou dos excessos do ator, e o acusou de violência. No entanto, Depp nega qualquer tipo de violência, embora tenha admitido que era usuário de drogas.

Winona Ryder e Vanessa Paradis sempre o apoiaram. A cantora francesa o descreveu em depoimento ao julgamento como "um pai e um homem gentil, carinhoso, generoso e não violento".

Depp deveria retomar seus trabalhos no próximo ano, no papel do malvado Gellert Grindelwad, em 'Animais Fantásticos e Onde Habitam', do universo Harry Potter. Porém, as acusações de Amber Heard contra ele colocam em dúvida se ele segue escalado para o filme.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade