Publicidade

Estado de Minas

Novos desempregados somam 1,3 milhão nos EUA


postado em 16/07/2020 10:49

Os novos pedidos de seguro-desemprego totalizaram 1,3 milhão na semana passada nos Estados Unidos, enquanto as demissões continuam, uma vez que a maior economia do mundo enfrenta um grande surto de coronavírus no sul e oeste do país.

Os números anunciados nesta quinta-feira mostram uma ligeira queda de 10.000 em relação ao nível da semana passada, de acordo com o relatório publicado pelo Departamento do Trabalho, que revelou que a taxa de desemprego caiu 0,3 pontos, para 11,9%.

Esses números estão um pouco acima das expectativas dos analistas, em um momento-chave, uma vez que o fim da ajuda aos autônomos sem trabalho se aproxima, em 31 de julho.

A economista-chefe da consultoria HFE, Rubeela Farooqi, enfatizou que as novas solicitações de ajuda continuam altas e que o ritmo de queda em relação aos níveis observados no pior momento da crise, em março, é baixo.

"Esse ritmo pode desacelerar ainda mais nas próximas semanas em resposta a um aumento de casos", alertou a economista, que acredita que as condições no mercado de trabalho americano permanecem "fracas".

O confinamento para tentar conter o avanço do vírus fez com que a taxa de desemprego passasse de 3,5% em fevereiro para 14,7% em abril e depois caiu em maio e junho para 13,3% e 11,1% respectivamente.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade