Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

A manifestante que virou estátua


postado em 16/07/2020 07:27

A escultura feita de resina e aço de uma manifestante negra com o punho erguido foi instalada durante uma ação noturna no lugar onde estava a estátua de um mercador de escravos inglês do século XVII, que foi derrubada por manifestantes antirracismo, na cidade portuária de Bristol.

O monumento de Edward Colston, que fez fortuna comercializando escravos da África Ocidental, foi derrubado e atirado no Rio Avon, que passa pela cidade do sudoeste da Inglaterra, em um protesto no mês passado contra a morte do norte-americano George Floyd, um negro de 46 anos que foi sufocado por um policial branco que ficou com o joelho sobre o pescoço dele por mais de 8 minutos, em Minneapolis, em 25 de maio.

A escultura de Jen Reid, uma manifestante que foi fotografada em cima do pedestal onde estava a estátua de Colston pouco depois de ela ser removida, foi instalada na madrugada de ontem por uma equipe dirigida pelo artista Marc Quinn, segundo o jornal The Guardian.

"Jen Reid e eu apresentamos uma nova instalação pública temporária, Um Rompante de Poder (Jen Reid) 2020, no topo da coluna vazia de Edward Colston em Bristol, Inglaterra", disse Quinn no Instagram, ao lado de uma foto da nova obra. Para ele, a escultura é um complemento aos protestos. Quinn é conhecido por sua estátua da gestante com deficiência Alison Lapper instalada na Trafalgar Square, de Londres.

Antes de participar da derrubada do monumento de Colston e ser fotografada no lugar dele, Reid nunca havia participado de um protesto contra o racismo. Ela, que é estilista, conta que teve dúvidas sobre ir ou não ao ato, pois cuidava de seus pais, idosos, e temia ser infectada pelo novo coronavírus e acabar levando a doença para dentro de casa. A indignação, porém, foi mais forte. Reid afirma que comprou uma boina preta e luvas e foi ao protesto com seu marido, Alasdair Doggart, que fez a foto que agora virou escultura. "Acho que é algo que o povo de Bristol realmente gostaria de ver", disse Reid à rede BBC.

O prefeito de Bristol, Marvin Rees, disse que a obra foi colocada lá sem a permissão da administração e que a população é que decidirá qual o personagem será homenageado com uma estátua naquele lugar. Por quanto tempo permitirão que ela continue ali, não se sabe.

Segundo o prefeito, a estátua de Colston já foi resgatada e será colocada em um museu ao lado de cartazes dos atos Black Lives Matter. (Com agências internacionais)

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade