Publicidade

Estado de Minas

Primeiro voo de recertificação do Boeing 737 MAX ocorre em Seattle


postado em 29/06/2020 15:43

O primeiro voo de recertificação do Boeing 737 MAX decolou de Seattle nesta segunda-feira (29), informou a Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA), em um primeiro passo para que essa aeronave possa voltar a ser usada há mais de um ano após dois acidentes fatais.

O avião decolou às 16H55 GMT de uma pista da Boeing em Seattle, segundo um porta-voz da FAA, indicando que o exercício duraria "várias horas", e que vários voos ocorrerão ao longo de três dias.

Os exercícios "terão uma ampla gama de manobras e procedimentos de emergência para avaliar se as mudanças atendem aos padrões de certificação da FAA", anunciou o porta-voz.

Esse modelo de aeronave está fora de uso desde 13 de março de 2019, após o acidente da Ethiopian Airlines no qual 157 pessoas morreram. A queda ocorreu após alguns meses do Lion Air MAX cair em Mar de Java, causando 189 mortes, em outubro de 2018.

As semelhanças preocupantes entre os dois acidentes, que ocorreram logo após a decolagem e o informe de que os pilotos não conseguiriam manobrar o avião, levaram as autoridades aeronáuticas de todo o mundo a suspender o uso desse modelo.

Há meses, a Boeing trabalha para que sua aeronave - usada para percursos de média distância - volte a voar.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade