Publicidade

Estado de Minas

Coronavírus leva marchas do Orgulho Gay 2020 para Internet


postado em 27/06/2020 11:42

Muitas das festividades preparadas para o Orgulho Gay foram canceladas, ou adiadas, devido ao novo coronavírus, mas grupos LGBT realizam neste sábado (27) uma maratona de atividades on-line para dar visibilidade à luta pela igualdade de direitos da comunidade de lésbicas, transexuais e bissexuais.

O "Global Pride" promete reviver o espírito deste evento anual com uma festa especial transmitida ao vivo pela Internet, 24 horas.

Os organizadores, que englobam responsáveis por várias marchas do Orgulho Gay do mundo inteiro, esperam reunir centenas de milhões de pessoas em seus computadores. A largada foi dada às 6h, em Londres.

Esta maratona será apresentada pelo cantor e drag queen Todrick Hall, que ficou famoso na transmissão do programa "American Idol".

Entre seus participantes, estão as cantoras pop Kesha e Ava Max, além de convidados políticos como o presidente da Costa Rica, Carlos Alvarado. O país acaba de legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Na França, a Marcha do Orgulho Gay em Paris foi adiada para 7 de novembro, de acordo com os organizadores do Inter-LGBT. Com o adiamento, a revista "Têtu" e várias associações propuseram uma alternativa on-line, intitulada "Fièr.e.s et Têtu". O evento mistura música e mesas-redondas.

A marcha do Orgulho Gay é uma manifestação do movimento LGBT, que visa a dar mais visibilidade a essa comunidade em sua luta por direitos iguais.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade