Publicidade

Estado de Minas

Grandes leilões da Sotheby's, em Nova York, ocorrerão pela primeira vez sem público


postado em 29/05/2020 16:37

As grandes vendas de primavera da Sotheby's, que movimentam bilhões de dólares, ocorrerão este ano pela primeira vez sem público e totalmente à distância por causa da pandemia, anunciou nesta sexta-feira (29) a casa de leilões.

A cidade de Nova York ainda não anunciou uma data oficial para sair do confinamento vigente desde o final de março como forma de combater a propagação do novo coronavírus, tampouco divulgou um calendário para a retomada da atividade econômica.

Por isso, a Sotheby's optou por se antecipar e organizar suas vendas de arte moderna e contemporânea de forma virtual no próximo 29 de junho.

o presidente dessa casa de leilões para a Europa, Oliver Barker, ficará à frente do remate em Londres, que será transmitido ao vivo pela internet.

Os especialistas da Sotheby's ficarão espalhados simultaneamente em várias cidades do mundo, incluindo Nova York, e responderão ao vivo às ligações dos compradores.

Os colecionadores também poderão fazer lances diretamente virtuais.

"Nos quase 30 anos em que estou no mercado (de arte), isso nunca aconteceu", confirmou Amy Cappellazzo, presidente de artes plásticas da Sotheby's, durante uma videoconferência sobre a organização de vendas dessa magnitude.

"Mas temos a sorte de estar equipados com uma tecnologia excepcional que permite, já que isso seria impossível há cinco anos", acrescentou.

Três vendas consecutivas serão realizadas no dia 29 de junho, no mesmo formato. A venda de obras da coleção de Ginny Williams, americana que fez fortuna na televisão, seguida das de arte contemporânea, terminando com a tarde dedicada aos impressionistas e à arte moderna.

Entre as obras emblemáticas que serão ofertadas está um tríptico do pintor americano Francis Bacon, L'Orestie d'Eschyle, estimado em US$ 60 milhões. A pintura de Clyfford Still, número 1947-Y-1, estimada em US$ 25 milhões a US$ 35 milhões, e a pintura White Brushstroke I, também estimada entre US$ 20 milhões a US$ 30 milhões.

A Sotheby's optou por esperar até o final de junho para organizar suas vendas. A sua grande concorrente, a Christie's, fará suas vendas no dia 10 de julho.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade