Publicidade

Estado de Minas

Abbas ameaça novamente encerrar cooperação em segurança com Israel


postado em 19/05/2020 22:55

O presidente palestino Mahmud Abas voltou a ameaçar nesta terça-feira (19) o fim da coordenação de segurança com Israel e os Estados Unidos, observando que a anexação israelense arruinaria as chances de paz.

Abbas afirmou que o governo palestino "estava liberado, a partir de hoje, de todos os acordos e entendimentos com os governos americano e de Israel e de todas as obrigações baseadas nesses acordos, incluindo os de segurança".

Após uma reunião de líderes palestinos em Ramallah, o líder de 85 anos disse que a anexação israelense de qualquer parte da Cisjordânia ocupada arruinaria as chances de uma solução de dois estados.

Abbas fez várias ameaças anteriores para encerrar a cooperação de segurança com Israel sem finalmente seguir adiante.

Agora, não detalhou o significado prático dessa última afirmação.

Analistas dizem que a coordenação entre as forças de segurança israelenses e palestinas na Cisjordânia ocupada é crucial para Israel, pois busca impedir o Hamas de se estabelecer nesse território, mas também beneficia o governo palestino, dominado pelo partido Fatah de Abbas.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, tomou posse no domingo de um governo de unidade com o ex-rival Benny Gantz.

Sob o acordo de coalizão de julho, o governo pode discutir a anexação de partes da Cisjordânia.

Netanyahu, de direita, fez campanha nas eleições de março para anexar o vale do Jordão, uma área estratégica importante na Cisjordânia, e os assentamentos espalhados por todo o território.

Na semana passada, Abbas disse que qualquer anexação os levaria a quebrar todos os acordos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade