UAI
Publicidade

Estado de Minas

Primeiro-ministro do Lesoto anuncia renúncia


postado em 18/05/2020 11:13

O primeiro-ministro do Lesoto, Thomas Thabane, anunciou nesta segunda-feira (18) sua renúncia, o aguardado epílogo de vários meses de uma crise política causada por seu envolvimento no assassinato de sua ex-esposa em 2017.

"Decidi anunciar pessoalmente que vou deixar meu cargo como primeiro-ministro do Lesoto. Queria que ouvissem de minha própria boca", disse Thabane a repórteres em sua residência.

No entanto, o chefe de governo não especificou se sua retirada será imediata.

No poder há quase três anos, Thomas Thabane, de 80 anos, é contestado desde que a justiça suspeita que ele esteve envolvido no assassinato de sua ex-esposa em 2017, alguns dias antes de assumir o cargo.

Pressionado por seu próprio partido e sua coalizão governamental, o primeiro-ministro resistiu por muito tempo e prometeu deixar o cargo "até o final de julho".

Mas seus apoiadores retiraram oficialmente sua confiança na semana passada na Assembleia Nacional e propuseram a nomeação de um novo chefe de governo, o atual ministro das Finanças, Moeketsi Majoro.

A nomeação de Masoetsa foi oficialmente aprovada nesta segunda-feira pelo Conselho de Estado e deve ser validada pelo Parlamento em 22 de maio.

Encravado no meio da África do Sul, o Lesoto vive desde sua independência em 1966 uma história política instável, pontuada por golpes militares.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade