UAI
Publicidade

Estado de Minas

Wuhan registra primeiro caso de COVID-19 em mais de um mês

O caso reportado pelas autoridades, neste domingo, é o primeiro da cidade desde o dia 3 de abril


postado em 10/05/2020 09:13 / atualizado em 10/05/2020 11:02

Homem espera trem em uma estação de Wuhan(foto: STR/AFP)
Homem espera trem em uma estação de Wuhan (foto: STR/AFP)

A China elevou neste domingo o nível de risco epidemiológico em Wuhan, depois de descobrir um caso de COVID-19, o primeiro em mais de um mês na cidade que foi o berço da pandemia no final de 2019.


Um novo caso de COVID-19 foi registrado na grande metrópole do centro do país, particularmente afetada pelo vírus e que permaneceu mais de dois meses em confinamento estrito, anunciou neste domingo a Comissão Nacional de Saúde.


Este é o primeiro caso reportado na cidade desde 3 de abril.

 
O paciente está em estado grave, conforme o relatório. A cidade teve 50.334 casos e 3.869 mortes confirmados, conforme a comissão do governo da cidade.

Segundo a CNN, o paciente mora em um bairro que registrou 20 casos confirmados, e o novo caso está sendo tratado como "infecção comunitária passada".

A China registrou 14 novos casos do novo coronavírus neste domingo, o primeiro aumento de dois dígitos em 10 dias. Onze dos 12 casos por contaminação doméstica ocorreram na província de Jilin, no nordeste, o que levou as autoridades a aumentar o nível de ameaça em um de seus municípios, Shulan, para alto risco, apenas alguns dias depois de rebaixar todas as regiões para baixo risco.

Autoridades chinesas disseram que o surto de Shulan teve origem em uma mulher de 45 anos que não tinha histórico recente de viagens, mas passou o vírus para o marido, três irmãs e outros membros da família. Os serviços de trem na região foram suspensos.

"O controle e a prevenção de epidemias são um assunto sério e complicado, e as autoridades locais nunca devem ser excessivamente otimistas, cansadas da guerra ou desprevenidas", disse o secretário do Partido Comunista de Jilin, Bayin Chaolu. Jilin também tem fronteira com a Coreia do Norte, que diz não ter casos de COVID -19.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade