Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Restaurantes usam criatividade para reabrir as portas em diversos países

De mesas dentro de cabines a uso de áreas de estacioamento, setor gastronômico trabalha para voltar a atender os clientes nas próprias dependências


postado em 05/05/2020 13:32 / atualizado em 05/05/2020 14:51

Polo cultural Mediamatic, em Amsterdam, testou o uso de estufas para isolar as mesas na área de alimentação(foto: Mediamatic/Divulgação)
Polo cultural Mediamatic, em Amsterdam, testou o uso de estufas para isolar as mesas na área de alimentação (foto: Mediamatic/Divulgação)
À medida que países vão flexibilizando as restrições às atividades econômicas em função da pandemia da COVID-19, vários setores usam a criatividade para tentar se recuperar o mais rapidamente possível. No caso de bares e restaurantes, ainda há muitos temores e por isso algumas medidas especiais vêm sendo tomadas. 

Na Holanda, por exemplo, alguns estabelecimentos adotarão “estufas” para separar os consumidores a partir de 21 de maio. Nada mais adequando para o país conhecido como a “Terra das Flores” e que, como todo o Hemisfério Norte, está em plena primavera. 

Até três convidados poderão se sentar à mesa colocada dentro de cada estrutura de vidro, mantendo uma distância de 1,5metro de outros clientes. O restaurante tentou o experimento durante um teste em 27 de abril para garantir que as medidas em vigor correspondessem às diretrizes do governo e parece ter aprovado.

Na Alemanha, a importante região da Baviera anunciou a reabertura dos restaurantes a partir de 25 de maio, desde que com restrições, como ocupar apenas 50% das mesas, atender número limitado de clientes, ter áreas específicas para famílias e adotar medidas ainda mais rígidas de higiene. Os funcionários da sala e da cozinha também deverão usar máscaras de proteção.

Nos EUA, o prefeito de Brookhaven, na Geórgia, John Ernst, assinou decreto que permite que restaurantes montem tendas e usem os estacionamentos como áreas para receber seus clientes nos próximos 90 dias. Uma medida que, segundo ele, permitirá manter melhor a distância social durante a atual pandemia.

“Com esse decreto, os restaurantes têm uma estratégia única para poder reabrir, e vão fazer isso de forma responsável”, afirmou o chefe do Executivo municipal.

A ideia deverá ser copiada em outras cidades norte americanas. Afinal, quase todos os restaurantes fora das maiores cidades têm grandes estacionamentos.

No Alasca, as autoridades locais permitiram a abertura dos locais de venda de comida ao público, mas sob certas condições. Uma delas é só receber quem fez  reserva antecipada, permitindo que a equipe prepare a mesa de forma adequada, principalmente observando as questões de desinfecção após cada uso. Além disso, só podem receber até 25% da capacidade, garantindo o distanciamento social entre os clientes.

O restaurante Gwennies Old, em Anchorage, a maior cidade do Alasca, foi um dos primeiros a aderir. Sempre com todos os funcionários usando máscaras. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade