Publicidade

Estado de Minas

Uma militar canadense morta e cinco desaparecidos em queda de helicóptero


postado em 30/04/2020 19:55

Uma militar canadense morreu e outros cinco estavam desaparecidos nesta quinta-feira (30) no Mar Jônico, entre Grécia e Itália, após o acidente de um helicóptero que participava de uma missão da Otan, informaram fontes oficiais.

"Ontem, um helicóptero da Marinha Real em uma missão da OTAN, carregando seis membros das Forças Armadas do Canadá, caiu no mar Jônico, na costa da Grécia", explicou o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, em entrevista coletiva.

"Uma vítima foi encontrada e cinco estão desaparecidas. Todos eles são heróis", destacou

Além da militar que morreu, Abbigail Cowbrough, o Ministério da Defesa e as Forças Armadas do Canadá identificaram os cinco desaparecidos. Estes são os capitães Brende Ian MacDonald e Kevin Hagen, ambos pilotos, capitão Maxime Miron-Morin, oficial de sistemas de combate aéreo, alferes de navio Matthew Pyke, oficial de guerra naval e cabo principal Matthew Cousins, operador de detectores eletrônicos aéreos.

A busca pelos cinco soldados desaparecidos continuou na noite de quinta-feira, com a participação de forças italianas, gregas, americanas e turcas.

O corpo da canadense foi encontrado no meio dos destroços do helicóptero Cyclone Sikorsky CH-148, que caiu na noite de quarta-feira, enquanto realizava tarefas de vigilância.

O helicóptero, especializado em vigilância submarina, estava a bordo de uma fragata do Canadá que navegava na área há 100 dias.

No momento, a causa do acidente era desconhecida, mas as caixas pretas foram encontradas, disse o ministro da Defesa do Canadá, Harjit Sajjan. As gravações serão enviadas ao Canadá para análise.

O general canadense Jonathan Vance especificou que, no momento do acidente, a equipe "não estava realizando" uma vigilância especial de qualquer navio inimigo.

Ele também excluiu o helicóptero de colidir com outra aeronave ou ser morto.

Segundo informações fornecidas por uma fonte militar grega, o helicóptero estava fora da zona de controle grega, "a 50 milhas marítimas da costa da ilha grega de Kefalonia", em uma área coberta pela Itália quando o acidente ocorreu.

"Este helicóptero, baseado na fragata canadense 'Fredericton', caiu enquanto voava entre a Grécia e a Itália", disse a Otan.

Nesta operação de vigilância, além de uma fragata canadense, participaram navios italianos, gregos e turcos, informou uma fonte do Ministério da Defesa da Grécia.

- "Estou destroçado" -

O chefe do Estado Maior do Canadá confirmou a identidade da primeira vítima, revelada pelo pai no Facebook horas antes.

Abbigail Cowbrough, 23, tenente da Marinha.

"Meu coração está partido, estou sem chão", escreveu o pai da militar, Shane Cowbrough, em sua página no Facebook.

"Perdi minha filha no acidente ... não tenho palavras. Você me enche de orgulho. Eu vou te amar e sempre sentirei sua falta", lamentou.

As Forças Armadas do Canadá (CAF) anunciaram que entraram em contato com "todos os parentes imediatos" das vítimas, de acordo com uma mensagem transmitida no Twitter na quinta-feira.

O helicóptero pertencia às forças navais da Aliança SNMG2, disse uma fonte do Ministério da Defesa da Grécia.

Mais de 900 soldados canadenses estão posicionados em toda a Europa Oriental como parte da Operação Reassurance -- o maior destacamento militar internacional do Canadá atualmente

hec/har/jz/es/lca/jc


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade