Publicidade

Estado de Minas

Brasil encerra sua missão diplomática na Venezuela


postado em 17/04/2020 19:01

O Brasil encerrou formalmente nesta sexta-feira (17) sua missão diplomática na Venezuela ao repatriar os seus últimos diplomatas e funcionários da embaixada e dos consulados, além de suas famílias, segundo autoridades.

Segundo um comunicado conjunto entre os ministérios das Relações Exteriores e da Defesa, um total de 38 pessoas, entre diplomatas e funcionários da embaixada e dos consulados, militares e familiares, foram repatriados em um voo da Força Aérea Brasileira (FAB), em Brasília.

Na operação, outros 12 cidadãos brasileiros também foram repatriados. Os brasileiros que vivem na Venezuela poderão entrar em contato com a diplomacia do país através de um número de telefone.

Em 5 de março, o governo da extrema-direita Jair Bolsonaro ordenou a retirada de "todos" seus diplomatas e oficiais brasileiros na Venezuela, tensionando as relações com o governo do socialista Nicolás Maduro.

Brasília anunciou a saída de quatro diplomatas, incluindo o chefe da embaixada Rodolfo Braga e a cônsul geral Elza Moreira Marcelino de Castro, além de uma dúzia de funcionários que trabalhavam em seus consulados.

As autoridades brasileiras também notificaram o governo Maduro, considerado uma "ditadura" por Bolsonaro, a retirar seus representantes no território brasileiro.

O Brasil apoia uma proposta dos Estados Unidos para superar a crise na Venezuela, que prevê a saída do poder de Maduro e também do opositor Juan Guaidó, reconhecido como presidente interino por dezenas de países.

Desde que Bolsonaro chegou ao poder em janeiro do último ano, o Brasil se tornou um aliado próximo do governo Donald Trump e compartilha sua visão sobre a Venezuela.

No último 17 de março, devido à crise na saúde causada pela COVID-19, Bolsonaro ordenou o fechamento "parcial" das fronteiras com a Venezuela, com medo de uma maior disseminação da doença.

Posteriormente, o Brasil fechou todas as suas fronteiras, embora não incluindo o trânsito de mercadorias, a entrada de brasileiros, residentes estrangeiros e missões humanitárias, entre outras exceções.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade