Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

Estado de NY tem 12 mil mortos pela covid-19; no mundo, óbitos são quase 150 mil


postado em 17/04/2020 16:40

O Estado americano de Nova York registrou nas últimas 24 horas 630 novas mortes em decorrência da covid-19, um aumento em relação às mortes divulgadas nas 24 horas anteriores, que foram 606. Considerando as mortes ocorridas no Estado desde o último sábado, 11, 4.195 pessoas perderam suas vidas graças à doença provocada pelo novo coronavírus. Desde o início da pandemia Nova York já teve mais de 12 mil vítimas fatais da covid-19. Os dados são do Departamento de Saúde do Estado.

Segundo o governador Andrew Cuomo, as boas notícias continuam por conta da ligeira, mas sucessiva queda no total de pessoas hospitalizadas e entubadas, mas a média de novas infecções diárias parece ter se estabilizado em cerca de duas mil por dia, "o que ainda é muito alto", segundo o político democrata.

Em entrevista coletiva, Cuomo criticou a maneira como o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tem lidado com a pandemia e exigiu do governo federal uma coordenação com os 50 Estados americanos para ampliar a capacidade de testagem no país, que já é o mais atingido pela covid-19 em todo o mundo. "Nós estamos nessa situação bizarra de 50 Estados competindo por recursos preciosos", reclamou Cuomo.

Ontem, 16, de acordo com a Universidade Johns Hopkins, os Estados Unidos registraram 4.591 mortes decorrentes da covid-19, um novo recorde diário que fez o total de vítimas fatais no país chegar a mais de 33 mil pessoas. O Centro de Controle de Doenças (CDC) ainda não atualizou os números das últimas 24 horas, mas nova compilação da Johns Hopkins informa que os mortos nos EUA são agora 34.180, em um universo de 679.374 infecções confirmadas.

O Reino Unido teve pequena redução no número de mortos em 24 horas: de 861 ontem para 847 hoje, o levou o total de mortos no país para 14.576. No Reino Unido, 108.692 pessoas já testaram positivo para o novo coronavírus, aumento de 5.599 casos em relação a ontem, quando a nação anunciou a prorrogação da quarentena por mais 21 dias.

Na Espanha, o painel do Ministério da Saúde informa hoje que o país tem 19.478 mortos pela covid-19, número que representa um crescimento de 348 mortes em relação ao divulgado ontem. No entanto, o boletim publicado pela pasta nesta sexta-feira informa que os dados "podem parecer estranhos" em função de mudanças na metodologia de contagem, e informa que, na verdade, 585 pessoas morreram de covid-19 nas últimas 24 horas, sem, no entanto, alterar os 19.478 do número total.

O diretor do Centro de Coordenação de Alertas e Emergências em Saúde, Fernando Simón, disse que será necessário que a Espanha refaça nos próximos dias toda a série histórica de dados, informa o jornal El País.

Na Itália, o número de mortos cresceu em 575 em relação a ontem e chegou a 22.745. O total de infectados está em 172.434, aumento de 3.493 casos nas últimas 24 horas, informa a Defesa Civil.

Ainda de acordo com os dados levantados pela Johns Hopkins, o mundo está prestes a ter 150 mil vítimas fatais da covid-19; às 15h45 o número estava em 149.378 mortes confirmadas, com Estados Unidos, Itália, Espanha, França e Reino Unido sendo os países com mais mortos. Estas cinco nações com mais óbitos somam até o momento 109 mil vítimas fatais em decorrência da doença.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade