Publicidade

Estado de Minas

Ilha grega de Lesbos registra primeira morte por coronavírus


postado em 30/03/2020 09:19

Uma mulher de 76 anos se tornou a primeira vítima fatal do novo coronavírus na ilha grega de Lesbos, onde fica o campo superpopuloso de migrantes de Moria.

A septuagenária havia sido hospitalizada na quinta-feira em Mitilene, capital da ilha, e sofria de outras doenças antes de pegar uma pneumonia. Ela apresentou resultado positivo para COVID-19 no sábado e faleceu no domingo, segundo a agência de notícias grega ANA.

Sua filha enfermeira e a neta, que moravam com a paciente, também apresentaram resultado positivo e foram colocadas em isolamento, de acordo com fontes médicas.

Quase 19.000 demandantes de asilo vivem no acampamento Moria, a 10 km de Mitilene, em péssimas condições, um local que o próprio governo da Grécia chamou de "bomba sanitária".

A Grécia, que registra quase 40 mortos pelo novo coronavírus e mais de 1.000 casos de contágio - a maioria em Atenas -, adotou medidas estritas de confinamento nos acampamentos de demandantes de asilo em todo o país para conter a pandemia.

Em Lesbos, as autoridades identificaram oito pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

De acordo com as autoridades, até o momento não foi registrado nenhum caso caso entre os solicitantes de asilo.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade