Publicidade

Estado de Minas

França acelera evacuação de pacientes de coronavírus para aliviar hospitais colapsados


postado em 29/03/2020 16:31

A França evacuou dezenas de portadores de coronavírus do leste do país, gravemente atingidos pela pandemia, neste domingo, para outras regiões e também para hospitais alemães, a fim de descongestionar seus centros médicos.

No total, 36 pacientes do leste da França foram transferidos em trens de alta velocidade das cidades de Mulhouse e Nancy para o oeste.

Na manhã deste domingo, um A400M exército alemão desembarcou em Estrasburgo (leste) para evacuar dois pacientes com coronavírus para um hospital em Ulm, no sudoeste da Alemanha.

O objetivo dessas operações é descongestionar hospitais na região leste da França, a mais atingida pela pandemia.

"Devemos liberar camas, devemos dar um alívio aos serviços de emergência. Registramos um aumento contínuo no número de pacientes", exigiu o chefe do departamento de emergência do hospital regional de Metz (leste), François Braun.

Na quinta-feira, 20 pacientes foram transferidos em um trem de alta velocidade daquela região para a região do Loire, no oeste do país.

O exército também usou um helicóptero pela primeira vez para transportar dois pacientes entre Metz e Essen (oeste da Alemanha).

O novo coronavírus causou 292 mortes em hospitais nas últimas 24 horas na França, elevando o número de mortes desde o início da epidemia para 2.606, informou o diretor geral de saúde Jérôme Salomon neste domingo.

De acordo com esse último balanço, 19.354 pacientes estão hospitalizados (um aumento de 1.734), 4.632 deles em unidades intensivas, ou seja, um novo fluxo de 359 pessoas em um único dia.

Por outro lado, 7.132 pessoas tiveram alta. O número de mortos em 292 representa uma queda em relação aos 319 anunciados no sábado e 299 na sexta-feira.

- Cooperação com a Alemanha -

"Há um aumento de 10% dos pacientes internados desde ontem, reflexo das infecções que ocorreram antes das medidas de confinamento", afirmou Salomon.

"359 pacientes gravemente enfermos entraram na terapia intensiva hoje. É o elemento mais importante que temos que monitorar porque reflete a dinâmica da epidemia", enfatizou.

A secretária de Estado francesa para os Assuntos Europeus, Amélie de Montchalin, disse à rádio France Inter que 80 franceses infectados com coronavírus foram transferidos para hospitais no Luxemburgo, Alemanha e Suíça.

Montchalin congratulou-se com a cooperação com Berlim, observando que "a Alemanha nos oferece camas adicionais" e enviou respiradores para a França.

"Estamos com nossos amigos franceses", tuitou a ministra da Defesa alemã Annegret Kramp-Karrenbauer.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade