UAI
Publicidade

Estado de Minas

O que significa pandemia, a nova definição do coronavírus

Termo corresponde a uma doença que afeta um grande número de pessoas em diversas regiões do globo simultaneamente. A epidemia diz respeito a uma contaminação mais restrita. Mudança não deve mudar muita coisa no combate ao vírus


postado em 11/03/2020 14:51 / atualizado em 11/03/2020 17:20

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, anunciou nesta quarta-feira (10), que a crise do novo coronavírus já pode ser considerada uma pandemia(foto: Divulgação OMS)
O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, anunciou nesta quarta-feira (10), que a crise do novo coronavírus já pode ser considerada uma pandemia (foto: Divulgação OMS)
A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou nesta quarta-feira (11) que a crise do novo coronavírus é uma pandemia. Mas o que isso significa? Segundo o presidente da Sociedade Mineira de Infectologia, Estevão Urbano, o termo indica que a contaminação por uma doença se tornou global, e afeta um grande número de pessoas ao mesmo tempo, em todos os continentes. “É uma universalização da infecção”, define. O médico explica que a pandemia é diferente de epidemia, que se refere a uma contaminação mais localizada e restrita, que se espalha entre um número de pessoas menor, em uma região menor. 

 

Depois que o COVID-19 surgiu em Wuhan, na China, o vírus se espalhou rapidamente por outros países e regiões, o que aumentou as chances de a OMS declarar uma pandemia. Antes da declaração desta quarta-feira, a organização afirmava que seria necessário o aparecimento de uma série de surtos simultaneamente em diversas partes do globo. A decisão foi tomada depois que o novo coronavírus chegou a 114 países, infectando mais de 118 mil pessoas e matando 4.291. Estevão Urbano afirma que a OMS foi correta em declarar a pandemia neste momento. “Esses detalhes são avaliados com muita calma. Eles esperaram para declarar para que não houvesse pânico desnecessário”, diz. 

 

De acordo com Urbano, apesar do novo nome, a mudança não altera praticamente nada em nenhum aspecto do combate ao vírus. “A prevenção continua igual, porque se orienta a prevenção já pensando em uma pandemia”, afirma. Segundo a OMS, a modificação significa apenas uma descrição mais precisa da situação atual, e não deve indicar mudança no curso das ações dos órgãos internacionais ou dos países. 

 

A pandemia não é uma situação nova ou recente na história mundial. Um dos episódios com essas características foi a gripe espanhola, que matou cerca de 17 milhões de pessoas por volta de 1917. Mais recentemente, em 2009, a gripe suína – ou H1N1, também foi considerada uma pandemia.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade