Publicidade

Estado de Minas

Cardeal francês é absolvido em apelação por acobertar padre pedófilo


postado em 30/01/2020 10:37

A Justiça francesa absolveu nesta quinta-feira em um julgamento de apelação o cardeal Philippe Barbarin, arcebispo de Lyon (centro-leste da França), julgado e condenado por ter acobertado os abusos sexuais cometidos por um ex-padre da diocese.

Em março do ano passado, a Justiça francesa condenou o prelado de 69 anos a seis meses de liberdade condicional por não denunciar as agressões cometidas pelo então padre Bernard Preynat, contra jovens, entre 1971 e 1991.

"Essa injustiça foi reparada (...) o cardeal Barbarin é inocente", declarou Jean-Felix Luciani, um de seus advogados.

Em seu primeiro julgamento, a Promotoria sugeriu a absolvição de Barbarin, o mais alto dignitário católico do país, mas o tribunal de primeira instância o condenou por não denunciar os ataques.

"Eu nunca quis esconder ou encobrir esses fatos horríveis", disse Barbarin.

As vítimas, por outro lado, denunciaram um "silêncio" ditado pelo Vaticano.

Este caso veio à luz em um contexto delicado para a Igreja Católica, abalada por vários escândalos de pedofilia em todo o mundo e acusada de acobertar os casos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade