Publicidade

Estado de Minas

Desemprego na Eurozona recua para 7,4% em dezembro


postado em 30/01/2020 07:55

O desemprego na Eurozona retrocedeu para 7,4% em dezembro, seu nível mais baixo desde maio de 2008 - informou o Eurostat nesta quinta-feira (30), acrescentando que são cerca de 12,2 milhões de desempregados.

A primeira estimativa para dezembro da agência europeia de estatísticas é um décimo inferior ao número de novembro e às projeções do fornecedor de serviços financeiros FactSet.

A Alemanha, primeira economia da zona euro, e a Holanda registraram o nível mais baixo dos 19 países do euro, 3,2%, seguidos de Malta (3,4%).

O desemprego na Eurozona não para de ceder desde que caiu abaixo do limite simbólico de 10% em setembro de 2016. De abril a junho de 2013, alcançou seu recorde de 12,1%, em plena crise da dívida.

Mais castigados por esta crise, os grandes países do sul da Europa continuam acima da média. A Grécia registrou o maior índice de desemprego, 16,6%, segundo números de outubro.

Na Espanha, o desemprego retrocedeu um décimo em dezembro, a 13,7%. Na França e na Itália, este percentual se manteve sem mudanças, em 8,4% e em 9,8%, respectivamente.

No conjunto dos 28 países da União Europeia, o desemprego se reduziu um décimo, a 6,2%, em quase 15,5 milhões de desempregados. O percentual de jovens sem emprego também caiu um décimo, a 14,1%.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade