Publicidade

Estado de Minas

Ciclone Tino avança para ilhas Tonga após deixar desaparecidos em Fiji


postado em 18/01/2020 09:31

O ciclone Tino ganhou força neste sábado (18) e alcançou categoria três em seu caminho para as ilhas Tonga, no Pacífico Sul, após deixar dois desaparecidos e mais de 3.000 pessoas evacuadas em Fiji.

Os serviços meteorológicos das ilhas Fiji anunciaram que os ventos alcançaram 180km/h e que o ciclone atingirá com força o norte das ilhas Tonga neste sábado à tarde.

"O mar está muito agitado. Praias e ilhas mais expostas estão sendo varridas pelo vento", disse à AFP Tupoutu'a Tonutonu, morador de Tonga.

"Chove sem parar há três dias. O solo está inundado, e há árvores caídas", acrescentou.

Este pequeno reino do Pacífico ainda está se recuperando do ciclone Gina, que arrasou parte de seu território em fevereiro de 2018.

Em Fiji, os serviços de resgate estão tentando encontrar um pai e sua filha, arrastados pelas águas na sexta-feira, quando o ciclone castigou o arquipélago.

Segundo as autoridades, das mais de 3.000 pessoas que estavam em abrigos, muitas conseguiram voltar para suas casas.

As ilhas do Pacífico são destinos turísticos muito apreciados nesta parte do ano, período em que os ciclones são gerados.

Logo depois do Natal, a passagem do ciclone Sarai deixou dois mortos em Fiji, e cerca de 2.500 pessoas tiveram suas casas danificadas.


Publicidade