Publicidade

Estado de Minas

EUA anuncia proibição parcial de cigarros eletrônicos aromatizados


postado em 02/01/2020 17:43

O governo de Donald Trump anunciou nesta quinta-feira (2) a proibição nos Estados Unidos da maioria dos refis aromatizados para cigarros eletrônicos, sem chegar à proibição total com a qual havia se comprometido em setembro.

A Administração de Drogas e Alimentos de Estados Unidos (FDA, pela sigla em inglês) anunciou que a partir de fevereiro não serão permitidas as vendas dos refis com outros aromas que não o tabaco e o mentol, a menos que tenham obtido uma autorização específica das autoridades.

O objetivo é evitar o uso de cigarros eletrônicos pelos os mais jovens, disse o secretário de Saúde, Alex Azar, que em setembro anunciou que todos os sabores, incluindo mentol, seriam proibidos.

A indústria do tabaco e dos cigarros eletrônicos se mobilizou durante os últimos meses para pressionar Trump a reverter seu compromisso, alertando-o sobre o custo potencial de empregos no setor e votos nas próximas eleições presidenciais.

No final de novembro, o Congresso aprovou uma lei que aumentou de 18 para 21 anos a idade mínima para comprar produtos para consumo de cigarros eletrônicos. Esta medida entra em vigor no meio deste ano.

O compromisso anunciado na quinta-feira pelo FDA inicialmente deixará no mercado os cigarros eletrônicos que não funcionam com esses tipos de refis e que são vendidos principalmente em lojas especializadas, as "vape shops".


Publicidade