Publicidade

Estado de Minas

Premiê iraquiano pedem que manifestantes deixem a embaixada dos EUA


postado em 31/12/2019 08:43

O primeiro-ministro iraquiano demissionário Adel Abdel Mahdi pediu nesta terça-feira aos milhares de apoiadores dos paramilitares pró-Irã que atacaram a embaixada dos Estados Unidos em Bagdá que se retirem da área.

"As forças iraquianas proibirão estritamente todos os ataques à representação diplomática", alertou Abdel Mahdi, duas horas após o início de um ataque de protesto contra a embaixada americana para denunciar os ataques americanos que deixaram 25 pessoas mortas no domingo entre as fileiras de uma facção armada iraquiana pró-iraniana.

Os manifestantes iraquianos invadiram as instalações da embaixada de Washington em Bagdá, enfurecidos pelo bombardeio dos Estados Unidos.

As forças de segurança lançaram gás lacrimogêneo para dispersar a multidão, que conseguiu chegar ao primeiro recinto do complexo de alta segurança, ignorando as chamadas por megafone para que se afastassem da embaixada.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade