Publicidade

Estado de Minas

Bolivia expulsará embaixadora do México e diplomatas espanhóis


postado em 30/12/2019 13:43

A presidente interina da Bolívia, Jeanine Áñez, anunciou nesta segunda-feira que o país vai expulsar a embaixadora do México, a encarregada de Negócios e o cônsul da Espanha, uma escalada de um incidente diplomático.

"O governo constitucional que eu presido decidiu declarar 'personas non gratas' a embaixadora do México na Bolívia, María Teresa Mercado, a encarregada de Negócios da Espanha na Bolívia, Cristina Borreguero, o cônsul Álvaro Fernández e o grupo de supostos diplomas com capuzes e armados", disse Áñez em declaração à imprensa.

A mandatária acusou os diplomatas de ter "lesionado gravemente a soberania e a dignidade do povo e do governo constitucional da Bolívia" e ordenou que eles "deixem o país em um prazo de 72 horas".

Já a chancelaria mexicana denunciou uma decisão de "caráter político" e informou que instruiu Mercado a voltar a seu país.

Os três funcionários diplomáticos foram denunciados pela chancelaria boliviana devido ao incidente ocorrido na sexta passada na embaixada do México em La Paz, onde estão asilados nove ou dez funcionários do ex-presidente Evo Morales, após sua renúncia em 10 de novembro passado.

Segundo o governo boliviano, o chefe de negócios e o cônsul chegaram à embaixada mexicana com agentes de segurança "encapuzados e supostamente armados", com o objetivo de evacuar o ex-ministro Juan Ramón Quintana, o braço direito de Morales desde que chegou ao poder em 2006.

A Bolívia já havia enviado uma nota de "forte protesto" à Espanha no sábado, enquanto Madri negou "veementemente" que a visita fosse para "facilitar a saída" dos funcionários de Morales e que, de qualquer forma, era uma visita "cortesia exclusiva".

A Espanha também informou que enviará uma missão de investigação à Bolívia, enquanto La Paz reitera que há pedidos de apreensão do gabinete do promotor ou pedidos de investigação, por isso reiterou sua recusa em fornecer passagens seguras para deixar o país.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade