Publicidade

Estado de Minas

Número de chegadas por mar de migrantes à Italia cai 50% em 2019


postado em 26/12/2019 14:55

Segundo o Ministério do Interior da Itália, o número de migrantes que desembarcaram na costa italiana em 2019 foi reduzido pela metade em comparação com o ano anterior.

As chegadas no ano encerrado totalizaram 11.439, ou seja, 50,72% a menos que em 2018, quando esse número era de 23.210, de acordo com dados do ministério divulgados na quarta-feira.

A redução é ainda maior (-90,38%) se os números deste ano forem comparados com os de 2017, quando 118.914 migrantes desembarcaram nas costas da península.

Os migrantes que chegaram em 2019 eram, em primeiro lugar, tunisinos (2.654), seguidos por paquistaneses (1.180) e da Costa do Marfim (1.135). Destes, 1.618 eram menores não acompanhados, aproximadamente 1.000 a menos que em 2018 e cerca de 14.000 a menos que em 2017.

A Itália foi governada entre junho de 2018 e agosto de 2019 por uma coalizão formada pelo Movimento 5 Estrelas (M5E, antissistema) e pela Liga (ultradireita) do nacionalista Matteo Salvini, Ministro do Interior.

Este último lançou uma política de imigração rigorosa adotando um decreto que previa pesadas multas para os botes de resgate de ONGs no Mediterrâneo e até dez anos de prisão para seus comandantes em caso de resistência à autoridade.

O novo governo é formado pela centro-esquerda e pelo M5E e assinou um acordo em Malta em setembro em vários países da União Europeia (incluindo França e Alemanha) que prevê uma distribuição automática de migrantes que chegam a Malta e Itália.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade