Publicidade

Estado de Minas

Pelosi e McConnell, dois titãs do Congresso dos EUA


postado em 18/12/2019 14:37

A democrata Nancy Pelosi e o republicano Mitch McConnell, dois veteranos congressistas, travam um duelo difícil em suas respectivas casas do Congresso dos Estados Unidos para definir o destino do presidente Donald Trump.

Ambos são mestres do jogo político washingtoniano, que chegaram a posições-chave no Congresso por sua sagacidade política, "estômago" e determinação.

A presidente da Câmara de Representante é tranquila, dura e age bem sob pressão. É a líder dos democratas no Congresso, que guia seus correligionários por uma divisiva investigação de julgamento político.

É quase certo que este ícone do poder feminino americano mantenha seu grupo unido o suficiente para que a acusação vá adiante.

No extremo oposto do Capitólio, o líder da maioria do Senado se tornou o principal defensor de Trump.

"Não haverá nenhuma diferença entre a posição do presidente e a nossa", frisou, esvaziando as especulações sobre possíveis deserções no campo republicano, em caso de julgamento político de Trump.

Embora os dados pareçam já terem sido lançados, o drama está antecipado, e o par Pelosi-McConnell interpretará na tribuna e nas Câmaras um duelo histórico no processo para sentenciar, ou exonerar, o 45º presidente dos Estados Unidos.

Durante anos, McConnell usou sua magia procedimental para podar os democratas e alavancar a agenda de seu partido, ou bloquear as prioridades de seus rivais.

Todos os sinais sugerem que ordenará a seus soldados do Partido Republicano que mantenham a linha no julgamento no Senado e ajudem Trump a evitar uma condenação que possa tirá-lo da Casa Branca.

"Não sou um jurado imparcial", disse McConnell a jornalistas nesta terça.

- Duelo de titãs -

Pelosi, de 79 anos, elegeu-se pela primeira vez para o Congresso em 1987. Foi o calcanhar de Aquiles de Trump desde que ele chegou à Casa Branca e, sobretudo, desde que ela se tornou líder da Câmara, em janeiro passado.

McConnell, de 77, ingressou no Senado em 1984 e continua sendo uma força potente, empregando um cálculo político a sangue frio.

"McConnell é um mestre na arte de navegar no processo legislativo, e a forma como que está disposto a usar o procedimento legislativo para conquistar seus resultados é bastante notável", disse à AFP a professora de Ciência Política Jennifer Lawless, da Universidade da Virgínia.

Segundo Jennifer, McConnell tem relativamente pouco em jogo, porque sua principal missão é manter a Casa Branca feliz.

"É quase impensável que 20 republicanos desertem", completou, referindo-se à quantidade de republicanos no Senado, composto de 100 membros, dissidentes que seria necessária para condenar Trump no julgamento.

"É muito mais importante para Pelosi solidificar seu legado e fazer passar na Câmara", disse Lawless sobre a acusação.

Durante muito tempo, a líder democrata se mostrou reticente a lançar a investigação, temendo uma reação negativa, depois da investigação de dois anos sobre a ingerência eleitoral da Rússia em 2016.

A investigação concluiu que Trump violou seu juramento à Constituição dos Estados Unidos, ao pressionar a Ucrânia a investigar um de seus principais rivais democratas para 2020, que deve prestar contas.

- Xadrez tridimensional -

Atraída pela política desde a infância, teve pai e um irmão prefeitos de sua cidade natal, Baltimore. Entrou para o Congresso para representar San Francisco.

Como uma moderada no bastião liberal da Califórnia, ela atribui seu próprio sucesso, em parte, à capacidade de "receber um golpe".

Pelosi elevou seu status entre os democratas por se atrever a enfrentar o presidente.

E emprega uma certa "inteligência política" que a ajuda a controlar um grupo democrata historicamente diverso, completou Lawless.

Quando se trata do xadrez tridimensional de Washington, "acredito que Pelosi é a melhor", declarou o senador democrata Sherrod Brown.

Durante a histórica votação de quarta-feira, Pelosi será julgada por sua capacidade de "atrair" democratas eleitos em distritos de tendência republicana que são céticos da acusação, disse Lawless.

A cruzada de Pelosi para acusar Trump poderá custar aos democratas as eleições presidenciais e legislativas em 2020?

Em 11 meses se saberá se seus instintos estavam certos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade