Publicidade

Estado de Minas

Congresso dos EUA dá sinal verde para criação de Força Espacial


postado em 10/12/2019 18:19

O governo americano começará em breve a formação de uma nova Força Espacial, dotada de US$ 738 bilhões em gastos militares, graças a um acordo apoiado pelo Congresso, nesta terça-feira (10).

O gasto do ano fiscal 2020 na Lei de Autorização de Defesa Nacional significa um salto em relação aos US$ 716 bilhões autorizados no ano passado e será destinará a uma ampla gama de atividades militares.

Com base no texto aprovado, será criado um sexto braço das Forças Armadas americanas dedicado ao Espaço, uma prioridade para o presidente Donald Trump.

A Força Espacial se somará, assim, ao Exército, à Força Aérea, à Marinha, aos Corpo de Fuzileiros Navais e à Guarda Costeira.

A iniciativa obteve a aprovação dos legisladores democratas e republicanos nos Comitês de Serviços Armados da Câmara de Representantes e do Senado, o que torna mais provável seu aprovação final no Congresso.

O projeto de lei, que deve ser aprovado todos os anos pelo Congresso, destina 635 bilhões de dólares para o Pentágono, e outros 23,1 bilhões de dólares para o Departamento de Energia, para manutenção e combustível do arsenal nuclear dos Estados Unidos.

As operações em países como Afeganistão, Síria, Iraque e Somália obtêm 71,5 bilhões de dólares. A medida prevê ainda um aumento de 3,1% nos salários do pessoal militar, o mais alto em uma década.


Publicidade