Publicidade

Estado de Minas

Igreja Católica pede união na Argentina em missa com Macri e Fernández


postado em 08/12/2019 14:19

A dois dias da transferência de poder, o presidente argentino em final de mandato, Maurício Macri, e seu sucessor, Alberto Fernández, assistiram juntos a uma missa na Basília de Luján, durante a qual se pediu união no país.

"O respeito pelo outro é a base da sociedade. Devemos manter a unidade e a paz. Não caia na tentação de querer destruir o outro", disse o arcebispo Jorge Scheinig em sua homilia em uma cerimônia ao ar livre, em frente à Basílica de Luján, 70 quilômetros a oeste de Buenos Aires, diante de centenas de fiéis.

Macri e Fernández não deram declarações. Suas companheiras, Juliana Awada e Fabiola Yáñez, respectivamente, também participaram da missa, assim como membros de ambos os gabinetes.


Publicidade