Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

Câmara dos EUA lança relatório sobre admissibilidade de impeachment de Trump


postado em 07/12/2019 16:33

O Comitê Judiciário da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos lançou neste sábado, 7, um relatório para definir o que seriam as "ofensas passíveis de impeachment" do presidente que constam na Constituição do país. Na Carta Magna norte-americana, elas são descritas apenas como "traição, suborno ou outros altos crimes e delitos."

O relatório propõe, por exemplo, a possibilidade de interpretar atos de abuso de poder por parte do presidente como parte de "altos crimes e delitos". O texto também cita nominalmente a "traição envolvendo poderes externos" como parte das ofensas de traição. Ele é uma atualização de dois outros relatórios produzidos anteriormente, em 1974 e 1998, durante os processos de impeachment contra os presidentes Richard Nixon e Bill Clinton.

Os democratas acusam o presidente dos EUA Donald Trump de ter abusado dos seus poderes ao pedir que o presidente eleito da Ucrânia, Volodymyr Zelenski, o ajudasse nas eleições de 2020 e por obstruir investigações do Congresso ao se negar a entregar documentos.

O presidente do Comitê Judiciário, o deputado democrata Jerrold Nadler, diz em mensagem que abre o relatório que "O presidente Trump abusou de seu poder, traiu nossa segurança nacional e corrompeu nossas eleições, tudo para ganho pessoal. A Constituição dá apenas um remédio para má conduta: o impeachment."


Publicidade