Publicidade

Estado de Minas

Pedaço da manjedoura de Jesus volta à Terra Santa


postado em 29/11/2019 11:31

Um pequeno pedaço de madeira, mas de importância crucial para muitos cristãos: um fragmento da manjedoura de Jesus chegou nesta sexta-feira à Terra Santa, depois de mais de 1.300 anos na Europa.

A relíquia foi apresentada durante uma missa na discreta capela do centro Notre-Dame, a dois passos da Cidade Antiga de Jerusalém.

Quase 80 pessoas celebraram o retorno do que a Igreja apresenta como parte da manjedoura original de Cristo.

O fragmento, oficialmente transferido nesta sexta-feira a partir do Vaticano, será levado para Belém, cidade palestina da Cisjordânia ocupada e lugar de nascimento de Jesus, de acordo com a tradição cristã.

"É importante, pois se trata de parte da estrutura de madeira da manjedoura original de Belém. Esta estrutura de madeira deixou a Terra Santa no ano 640", afirmou à AFP o custódio da Terra Santa, Francesco Patton, após a missa.

Naquela época, "o papa em Roma era Teodoro, e tinha raízes palestinas", acrescentou, ao explicar as razões da transferência do berço de Cristo do Oriente Médio para a Europa.

"1.379 anos depois, o fragmento da manjedoura permanecerá em Belém para sempre" e mais especialmente na igreja de Santa Catarina, anexa à Basílica da Natividade, onde Jesus nasceu segundo a tradição cristã, completou.

A cidade de Belém programou eventos até o Natal para celebrar o retorno do pedaço de madeira, de um centímetro de largura por 2,5 de comprimento.

Durante uma visita ao Vaticano em dezembro de 2018, o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, pediu ao papa Francisco que permitisse o retorno da relíquia a Belém, cidade que fica a poucos quilômetros de Jerusalém.


Publicidade