Publicidade

Estado de Minas

Malásia considera que oferta dos EUA de sediar cúpula da Apec 'não é boa'


postado em 07/11/2019 17:07

A oferta dos Estados Unidos de receber a cúpula do Pacífico em 2020 após o surpreendente cancelamento por parte do Chile do evento "não é uma boa ideia", informou nesta quinta-feira (7) o ministro malaio de Relações Exteriores.

A resposta taxativa ocorre dias depois de muitos dos líderes do sudeste asiático se negaram a se reunir com delegados americanos na Tailândia na cúpula da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean) após o presidente Donald Trump não participar da reunião.

O Fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífica (Apec) estava marcado para os dias 16 e 17 de novembro no Chile, mas o presidente Sebastián Piñera cancelou a reunião devido aos distúrbios civis que abalam o país.

Segundo o ministro malaio de Relações Exteriores, Saifuddin Abdullah, o secretário americano de Estado Mike Pompeo ligou para ele durante a reunião dos líderes da Asean em Bangkok na semana passada.

Pompeo lhe disse que "devido ao Chile não estar em condições de receber a cúpula da Apec neste novembro (...) os Estados Unidos estão pensando recebê-la em janeiro em algum lugar" do país, e questionou a posição da Malásia a respeito.

Saifuddin apontou que disse a funcionários americanos em Bangkok que "nós não achamos que seja uma boa ideia".

O presidente americano não participou da cúpula da Asean, e em seu lugar mandou para encabeçando a delegação o assessor para assuntos de segurança nacional Robert O'Brien e o secretário de Comércio Wilbur Ross.

Muitos dos líderes da Asean preferiram não se reunir com a delegação americana.

A Malásia está no centro das negociações sobre a substituição do Chile como sede pois presidirá a Apec nos próximos anos.


Publicidade