Publicidade

Estado de Minas

México divulga vídeo da prisão do filho do traficante Chapo Guzmán


postado em 30/10/2019 14:31

O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, divulgou nesta quarta-feira (30) um vídeo do momento da detenção do filho do chefão do tráfico Joaquín "Chapo" Guzmán, durante uma recente operação "frustrada", que levou a sua libertação.

"Que se saiba tudo o que aconteceu", disse López Obrador, em sua habitual coletiva matinal à imprensa, na qual o gabinete de segurança fez um revisão minuto a minuto da operação de 17 de outubro em Culiacán, bastião do cartel de Sinaloa.

Na entrevista coletiva, não foi apresentado o vídeo da libertação de Ovidio Guzmán, e sim outras imagens que mostram homens da Guarda Nacional (composta por policiais federais e militares) sendo atacados em diferentes pontos de Culiacán pela captura do filho de "Chapo".

No vídeo da captura, aparentemente gravado por uma câmera de vídeo acoplada ao capacete de um dos soldados, vê-se o momento em que as forças de segurança obrigam Ovidio Guzmán a sair de casa. Uma mulher e outros dois homens estão atrás dele.

Enquanto atravessa a porta, um soldado diz a Ovidio, que se detém para colocar um boné: "tranquilo, tranquilo". Na sequência, ele é obrigado a ficar de joelhos virado para um muro.

"Diga ao seu pessoal que pare tudo, diga ao seu pessoal que pare tudo", afirma o militar a Ovidio, referindo-se à batalha campal travada nos arredores da casa, localizada no bairro de Tres Ríos, entre traficantes e policiais.

Por um momento, a câmera se desvia para a mulher, que diz aos soldados que há crianças dentro da casa.

Em outro giro da câmera se observa Ovidio, já de pé, com um celular na mão.

"Ei, parem tudo, parem tudo, já me entreguei, parem tudo por favor. Tranquilos, parem tudo", diz Ovidio, com calma, a seu interlocutor no telefone.

Em 17 de outubro, o tiroteio durou mais de cinco horas. Um helicóptero da polícia foi atacado a tiros.

"Quando veem estas coisas, como acontecem, é quando se compreende melhor por que se ordenou parar a operação", declarou López Obrador, após a transmissão do vídeo da operação "frustrada" que envolveu o país.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade