Publicidade

Estado de Minas

Iraquianos protestam contra governo em Bagdá


postado em 24/10/2019 20:55

Vários protestos contra o governo ocorreram na noite desta quinta-feira no Iraque, horas antes das manifestações convocadas para esta sexta-feira, constatou a AFP.

Ao menos 300 pessoas se concentraram na emblemática Praça Tahrir de Bagdá aos gritos de "Todos ladrões!" sobre a classe política, enquanto em Nasiriya, no sul, se pedia a "queda do regime".

A onda de protestos deflagrada no início do mês foi marcada pela violência e deixou, entre 1º e 6 de outubro, 157 mortos, a maioria manifestantes, segundo números oficiais.

Nesta quinta-feira não havia registro de incidentes na capital iraquiana ou no sul do país.

O ministro do Interior, Yasin Al Yaseri, foi na noite desta quinta à Praça Tahrir para garantir que as forças de segurança estavam presentes para "proteger" os manifestantes.

O governo de Adel Abdel Mahdi, no poder há um ano, decretou a mobilização geral das forças de segurança a partir da noite desta quinta-feira.

Os protestos denunciam a corrupção e exigem empregos e serviços públicos de qualidade em um país rico em petróleo, mas onde falta eletricidade e água potável.

Moqtada Sadr, antigo líder de milícia e agora convertido em arauto dos protestos, convocou seus seguidores a ocupar as ruas e afirmou que seus combatentes estão preparados para "proteger os manifestantes".

Vencedor das eleições legislativas e integrante da coalizão de governo, Moqtada Sadr exige a demissão do gabinete e a antecipação das eleições.

Em uma recente demostração de força, combatentes das "Brigadas da Paz" de Sadr apareceram armados durante desfiles em seu bastião de Bagdá, conhecido como Sadr City.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade