Publicidade

Estado de Minas

Magnata de Hong Kong paga quase R$4 milhões por vaga de estacionamento

Valor corresponde a 30 vezes o salário médio anual na ex-colônia britânica


postado em 24/10/2019 07:56 / atualizado em 24/10/2019 08:14

(foto: Flickr)
(foto: Flickr)

A economia de Hong Kong sofre uma desaceleração há cinco meses, consequência da crise política, mas isto não impediu um empresário de pagar quase um milhão de dólares por uma vaga de estacionamento.

A quantia, paga por Johnny Cheung Shun-yee, reflete as profundas desigualdades da sociedade de Hong Kong, onde um em cada cinco habitantes vive abaixo da linha da pobreza.

A vaga de estacionamento, de 7,6 milhões de dólares de Hong Kong (US$ 970.000 ou quase R$4 milhões no câmbio desta quinta-feira, 24), representa 30 vezes o salário médio anual em Hong Kong.

O estacionamento em questão fica no edifício The Centre, o quinto maior arranha-céu da cidade, que há dois anos foi vendido pelo valor recorde de 5 bilhões de dólares e se tornou o prédio de escritórios mais caro do mundo.

O imóvel pertence ao empresário mais rico de Hong Kong, Li Ka-shing.

Hong Kong, ex-colônia britânica devolvida a China em 1997, é cenário desde junho de manifestações e protestos quase diários de um movimento que denuncia um retrocesso das liberdades, assim como a interferência crescente de Pequim nas questões de sua região semiautônoma.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade