Publicidade

Estado de Minas

Empresas "unicórnios" chinesas superam pela primeira vez em número as dos EUA


postado em 21/10/2019 09:49

Atualmente, a China tem mais empresas "unicórnios" do que os Estados Unidos, essas jovens startups com forte crescimento, avaliadas por investidores em mais de um bilhão de dólares, segundo um estudo publicado nesta segunda-feira.

Em junho, 206 empresas desse tipo foram registradas na China de um total de 494 em todo o mundo, de acordo com o estudo do grupo de mídia Hurun, especialista no mundo dos negócios, que pela primeira vez dedica uma investigação a start-ups unicórnios.

Isso faz da China o país com o maior número de empresas desse tipo no mundo, com os Estados Unidos em segundo lugar, com 203 empresas.

"A China e os Estados Unidos dominam com quase 80% das empresas unicórnios no mundo, embora [os dois países] representem apenas metade do PIB mundial e um quarto da população mundial", comentou o presidente da Hurun, Rupert Hoogewerf.

"O resto do mundo precisa acordar e criar um ambiente que permita que as unicórnios floresçam", acrescentou.

De acordo com a classificação de Hurun, a China abriga as três empresas unicórnios mais valorizadas do mundo: Ant Financial (número um dos pagamentos eletrônicos e propriedade da gigante Alibaba), Bytedance (criadora do aplicativo de vídeo TikTok) e Didi Chuxing (veículo com motorista), cujos valores somados chegam a 280 bilhões de dólares.

Os Estados Unidos se destacam com Airbnb, líder no aluguel de residências entre particulares, e WeWork, empresa de escritórios compartilhados, além de outras empresas menos conhecidas, como Zume, de entrega automatizada de pizza da Califórnia.

Segundo o estudo, mais da metade das pérolas de tecnologia está relacionada ao comércio eletrônico ou tecnologia financeira "FinTech", com uma média de sete anos de existência.


Publicidade