Publicidade

Estado de Minas

Dez pessoas mortas a tiros na Caxemira


postado em 20/10/2019 17:49

Pelo menos dez pessoas foram mortas a tiros neste domingo na fronteira de fato entre Índia e Paquistão na Caxemira, anunciaram as autoridades.

A tensão aumentou entre os países vizinhos desde que a Índia revogou a autonomia da Caxemira, de maioria muçulmana, em 5 de agosto e anunciou restrições à liberdade de movimento e de comunicação para evitar distúrbios. Recentemente, no entanto, Nova Delhi restabeleceu a maior parte das conexões por telefonia móvel.

As autoridades dos dois países trocaram acusações sobre disparos ao longo da chamada Linha de Controle.

"Dois soldados e um civil foram mortos e três ficaram feridos pelos disparos, sem provocação alguma, do Paquistão", afirmou o porta-voz do exército indiano, Rajesh Kalia, à AFP, em referência a tiros ma região montanhosa de Tangdhar, no distrito de Kupwara.

Funcionário da área da Caxemira administrada pelo Paquistão afirmaram à AFP que seis civis morreram e oito foram feridos em Muzaffarabad e no vale de Neelum por disparos de morteiro.

Desde a independência da metrópole colonial britânica em 1947, a Caxemira está dividida entre Índia e Paquistão, duas potências nucleares.


Publicidade