Publicidade

Estado de Minas

Novos protestos no Chile apesar do "estado de emergência"


postado em 19/10/2019 15:25

Novos confrontos entre manifestantes e a polícia começaram neste sábado (19) em várias partes de Santiago, apesar de o governo chileno ter decretado "estado de emergência" e ordenado a presença de militares nas ruas da capital após os violentos protestos registrados na véspera contro o aumento da passagem do metrô.

O que começou como um pacífico panelaço, com milhares de pessoas nas ruas, acabou virando um confronto entre manifestantes mascarados e policiais e militares em vários pontos de Santiago.

Em outras regiões e cidades do país, como Valparaíso e Viña del Mar, também ocorreram manifestações com milhares de pessoas gritando palavras de ordem contra o presidente Sebastián Piñera mas sem causar tumulto.

Convocados inicialmente pelas redes sociais, os protestos começaram por conta do aumento nos bilhetes do metrô, que passaram de 800 para 830 pesos (cerca de 4,80 reais) nos horários de pico. Desde 2010, não havia um reajuste dessa proporção. Segundo informações oficiais, o acerto foi feito por conta da alta do preço do petróleo e do dólar e pela modernização do sistema.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade