Publicidade

Estado de Minas

Ministro diz que ataque na Alemanha foi antissemita e talvez da extrema direita


postado em 09/10/2019 14:31

A tentativa de ataque armado contra uma sinagoga na cidade de Halle (leste) foi um "ataque antissemita", possivelmente de extrema direita, disse nesta quarta-feira o ministro do Interior alemão Horst Seehofer.

"Até onde sabemos, temos que assumir pelo menos que é um ataque antissemita", afirmou o ministro em comunicado.

"Segundo o Ministério Público Federal, há indícios de uma possível motivação de extrema direita."

Mais cedo, a chanceler alemã Angela Merkel descreveu o atentado contra a sinagoga como um atentado.

A chanceler acompanha "o desenrolar dos acontecimentos após o atentado de Halle" e expressa "solidariedade para com todos os judeus pelo feriado de Yom Kippur", disse o porta-voz Steffen Seibert no Twitter.

Duas pessoas foram mortas no meio de uma rua em Halle, cidade do leste da Alemanha, em um ataque visando a uma sinagoga e depois a um restaurante turco.

Os atiradores tentaram invadir a sinagoga do bairro Paulus, onde estavam reunidas entre 70 e 80 pessoas para a festa da comunidade judaica, mas não conseguiram entrar por causa das medidas de segurança.

Em seguida, os autores do ataque atiraram em plena rua e contra um restaurante turco, segundo testemunhas.

Uma pessoa foi presa logo depois, anunciou a polícia, sem dar mais detalhes.


Publicidade