Publicidade

Estado de Minas

Novos confrontos registrados na sede do Congresso equatoriano


postado em 08/10/2019 18:55

Novos confrontos foram registrados nesta terça-feira (8) em Quito entre manifestantes e a força pública perto da sede sitiada do Legislativo equatoriano, em protesto contra a alta nos preços dos combustíveis, segundo jornalistas da AFP.

Os manifestantes, entre eles jovens com estudos de madeira com a inscrição "guarda indígena", tentam romper o cordão de isolamento para entrar na Assembleia Nacional, alvo de uma tentativa frustrada de ocupação na segunda-feira.

"Temos que lutar pelos filhos, pela comida dos nossos filhos. Somos pobres", disse uma indígena que protestava. "Vamos tirar todos os políticos da Assembleia", ameaçou.

Policiais e militares desalojaram os manifestantes que invadiram por um breve período a sede do Congresso em Quito, segundo a TV local.

Uma centena de indígenas e camponeses, entre os quais mulheres, conseguiu romper o cerco de segurança em meio a distúrbios na parte externa do prédio e chegou até o plenário, de onde foram desalojados minutos depois segundo imagens retransmitidas pelo canal Ecuavisa.


Publicidade