UAI
Publicidade

Estado de Minas

EUA reabrem embaixada na Somália após quase três décadas


postado em 03/10/2019 09:25

Os Estados Unidos reabriram sua embaixada em Mogadíscio, capital da Somália, 28 anos depois de tê-la fechado em razão da guerra civil nesse país, informou na quarta-feira o embaixador.

Washington fechou sua embaixada durante a derrubada do regime militar do presidente Siad Barre, que levou a décadas de caos, mas as relações diplomáticas entre os dois países se fortaleceram nos últimos anos.

"Hoje, reafirmamos as relações entre o povo americano e o somali, e entre nossos dois países", informou o embaixador Donald Yamamoto em comunicado.

"É um dia histórico e significativo que reflete o progresso da Somália nos últimos anos e mais um passo em direção à regularização do compromisso diplomático dos EUA em Mogadíscio, desde o reconhecimento do governo federal da Somália em 2013", acrescentou.

Em dezembro de 2018, uma representação diplomática permanente foi estabelecida em Mogadíscio, mas era dependente de Nairóbi.

O país ainda é atormentado por um movimento rebelde islâmico. Os combatentes do Al-Shabab realizaram um ataque na segunda-feira contra uma base militar usada pelos Estados Unidos e outro contra um comboio da União Europeia.

Em 2017, os Estados Unidos começaram a realizar ataques na Somália, depois que o presidente Donald Trump declarou que a parte sul do país era uma "área de hostilidades".

"Os Estados Unidos continuam sendo um forte parceiro da Somália em seus esforços para construir um país estável, credível e democrático", afirmou o comunicado.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade