Publicidade

Estado de Minas

NASA diz que não há sinais da nave indiana Vikram extraviada na Lua


postado em 27/09/2019 13:07

Um satélite da NASA que orbita a Lua passou pelo local onde o módulo indiano Vikram deveria ter pousado em 7 de setembro, mas não o localizou.

A agência espacial americana publicou na quinta-feira as fotografias tiradas em 17 de setembro do satélite Lunar Reconnaissance Orbiter para as planícies localizadas a cerca de 600 km do Polo Sul, onde se estimava que Vikram deveria ter pousado.

"Até agora, a equipe não conseguiu localizar nem fotografar o módulo de pouso", explicou a NASA.

"É possível que a nave Vikram esteja escondida na sombra", acrescentou.

O satélite passará novamente pela região em outubro e a luz será melhor, disse a NASA.

A Índia lançou a missão Chandrayaan-2 em 22 de julho. A espaçonave principal, que permanece em órbita ao redor da Lua, se desacoplou do módulo Vikram alguns dias antes do esperado, mas no final de sua descida, quando estava a uma altitude de 2 km, o contato foi perdido.

A um quilômetro do ponto de alunissagem, a Vikram estava viajando a uma velocidade horizontal de 48 metros por segundo e a uma velocidade vertical de 60 metros por segundo, de acordo com a organização americana The Planetary Society.

Em 10 de setembro, a Agência Espacial Indiana (ISRO) anunciou que a Vikram havia sido localizada pelo orbital Chandrayaan-2, mas sem comunicação.

A Índia diz que, desde então, está tentando restabelecer o contato.

Mas a NASA, em seu comunicado, argumenta que "Vikram sofreu um pouso forçado", o que, no jargão espacial, significa um acidente.

A Índia teria sido o quarto país, depois da Rússia, Estados Unidos e China, a pousar uma nave na Lua.

Israel também falhou em abril.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade