Publicidade

Estado de Minas

No novo Monopoly, as mulheres ganham mais que os homens


postado em 10/09/2019 20:25

A nova versão do mítico jogo Monopoly, apresentado nesta terça-feira (10), faz uma homenagem às mulheres, atribuindo a elas maior poder aquisitivo e substituindo o tradicional homem de negócios de bigode e cartola pela sobrinha dele, uma investidora.

Diferentemente do tio, um magnata do setor imobiliário com apetite voraz pela aquisição de novas propriedades, a "sra. Monopoly" tem a missão de investir em mulheres empreendedoras: os jogadores não vão comprar casas ou prédios, mas inovações criadas por mulheres, como o WiFi ou a calefação por energia solar.

As regras também estabelecem que as mulheres recebem um pouco mais de dinheiro no início do jogo e toda vez que passam pela casa "Partida", o que compensa a diferença salarial na vida real.

Nos Estados Unidos, as mulheres que trabalham em tempo integral ganham, por exemplo, 81% do salário dos homens, em média, segundo dados do Departamento do Trabalho.

"No entanto, se os homens jogarem bem suas cartas, também podem ganhar mais dinheiro", informou em um comunicado a Hasbro, empresa fabricante do jogo.

"A Sra. Monopoly foi criada para inspirar todos, jovens e velhos, ao destacar as mulheres que desafiaram o status quo", afirmou Hasbro.

A nova versão do jogo de tabuleiro estará disponível em meados de setembro.


Publicidade