Publicidade

Estado de Minas

Salão de festas se recusa a receber casamento entre negro e branca

Caso ocorreu no Mississipi. A dona do estabelecimento alegou ''motivos religiosos'' para recusar a celebração. Mais tarde, disse que ''estava equivocada''


postado em 05/09/2019 11:23

Um casal formado por um homem negro e uma mulher branca teve a festa de casamento recusada por um salão de eventos no Mississipi (Estados Unidos) por "motivos religiosos". Em um vídeo que viralizou na internet, a proprietária do local afirma que o estabelecimento não realiza casamentos gays e interraciais.

O casal, que estava em contato havia dias com os responsáveis pelo salão Camp Event Hall, em Mississipi, recebeu um e-mail no qual sua proposta era recusada por "convicções religiosas". 
A irmã do homem foi ao local para obter uma explicação e filmou seu diálogo com uma mulher que ali não se celebrava "matrimônios homossexuais ou interraciais". Questionada por que não poderiam fazer o casamento lá, ela respondeu: "Por nossa raça cristã, perdão, por nossas crenças cristãs". A mulher foi apontada pela imprensa como proprietária do local. 

O vídeo (assista abaixo, em inglês), publicado inicialmente no site Deep South Voice, viralizou desatando uma chuva de críticas contra a dona do salão. 

"Estava equivocada"

A mulher se desculpou em seu perfil no Facebook, que é fechado. Ela afirmou ter crescido no Mississipi, numa família onde a regra tácita era "cada um estar com sua raça". 

A pedido de seu marido, disse ela, procurou na Bíblia argumentos para sustentar sua decisão. "Fiz isso no sábado, no sábado à noite, no domingo e depois de discutir com meu pastor na noite de domingo, cheguei à conclusão de que estava equivocada".

(foto: Facebook/Divulgação)
(foto: Facebook/Divulgação)


Publicidade