Publicidade

Estado de Minas

Bombeiros controlam incêndio nas Canarias e residentes voltam para casa


postado em 21/08/2019 21:19

A maioria dos residentes da ilha espanhola de Gran Canaria que foram evacuados devido a um incêndio violento puderam voltar para casa nesta quarta-feira, depois que bombeiros ajudados por temperaturas mais baixas e ventos mais calmos conseguiram estabilizar o incêndio, disseram autoridades locais.

Chamas de até 50 metros de altura dificultaram a batalha contra o incêndio registrado desde sábado nas encostas ocidentais da ilha, levando à evacuação de várias áreas com uma população combinada de cerca de 10 mil habitantes.

Mas quando os ventos e as temperaturas caíram, o fogo começou a diminuir.

"Está estabilizado. As condições climáticas estavam boas com baixas temperaturas e umidade mais alta. Se tudo correr bem em alguns dias, ele será controlado", disse Federico Grillo, chefe do serviço de emergência da ilha, a repórteres.

Mas ele alertou que as temperaturas devem subir novamente nos próximos dias e que os níveis de umidade do ar cairão, o que poderia reacender o incêndio, o pior da Espanha neste ano.

"Ainda não podemos garantir que o fogo não tenha o potencial de recomeçar. Não podemos baixar a guarda", disse.

Na terça-feira à noite, alguns moradores já tinham recebido permissão para ir para casa, conforme os bombeiros começavam a conter o poderoso incêndio, e até agora cerca de 7.500 pessoas retornaram, disse Julio Perez, conselheiro de segurança do governo regional do arquipélago das Canarias.

A causa do incêndio, que em determinado momento ameaçou destruir reservas naturais protegidas e ricas em biodiversidade, ainda não é conhecida, visto que os bombeiros não conseguiram acessar a área onde começaram.


Publicidade