Publicidade

Estado de Minas EXPECTATIVA

Confira a lista dos filmes brasileiros indicados ao Oscar 2020

Bacurau e A vida invisível estão entre os longas brasileiros que vão concorrer ao Oscar 2020 de melhor filme internacional


postado em 19/08/2019 04:00

Sonia Braga está no elenco de Bacurau, longa de Kleber Mendonça e Juliano Dornelles (foto: Victor Juca/Twitter/Reprodução)
Sonia Braga está no elenco de Bacurau, longa de Kleber Mendonça e Juliano Dornelles (foto: Victor Juca/Twitter/Reprodução)

Desta vez vai? Dois filmes brasileiros premiados em Cannes, em maio – Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, que participou da competição, e A vida invisível (de Eurídice Gusmão), de Karim Aïnouz, da mostra Un Certain Regard –, estão entre os 12 inscritos, 10 ficções e dois documentários, para concorrer à indicação, pelo Brasil, de seu candidato para o Oscar 2020 de melhor filme internacional, nova designação para o prêmio de melhor produção em língua estrangeira. 

A lista da Secretaria do Audiovisual inclui três filmes dirigidos por mulheres (veja relação). Os nove restantes são realizados por homens. Dois estão em cartaz em São Paulo – Espero tua (re)volta e Simonal. Bacurau levou os prêmios de melhor filme e melhor direção no 23º Festival de Cinema de Lima. O longa brasileiro conta a história de um povo nativo do Brasil perseguido por um grupo de assassinos americanos, e é estrelado por Sonia Braga e pelo alemão Udo Kier.

O anúncio do escolhido será feito no dia 27, quando se reunirá a comissão que vai avaliar os concorrentes. É integrada, entre outros, pela diretora Anna Muylaert, pelas produtoras Sara Silveira e Vânia Catani, pelo crítico e curador Amir Labaki, do Festival É Tudo Verdade, e pela diretora artística do Festival do Rio, Ilda Santiago. Nos últimos anos, tem sido uma constante. Os filmes escolhidos pela Academia têm tido o aval dos grandes festivais, e de Cannes especialmente. Este ano, o Brasil tem dois. Isso aumenta as chances? É o que veremos, se um deles for escolhido.
 
Lista dos indicados:

Bacurau, de Kleber Mendonça Filho
Los silencios, de Beatriz Seigner
A vida invisível, de Karim Aïnouz
Sócrates, de Alex Moratto
A última abolição, de Alice Gomes
A voz do silêncio, de André Ristum
Bio, de Carlos Gerbase
Legalidade, de Zeca Brito
Humberto Mauro, de André Di Mauro
Espero tua (re)volta, de Eliza Capai
Chorar de rir, de Toniko Melo
Simonal, de Leonardo Domingues 


Publicidade