Publicidade

Estado de Minas

Suspeito 'admite' ataque à mesquita na Noruega


postado em 16/08/2019 19:15

O suspeito de matar sua meia-irmã e atirar contra uma mesquita na região de Oslo há uma semana admitiu os crimes sem uma confissão formal, informou a polícia nesta sexta-feira.

Philip Manshaus, 21 anos, foi colocado sob prisão preventiva na segunda-feira passada, sob suspeita de assassinato e "ato terrorista".

Durante o interrogatório desta sexta-feira, "o suspeito admitiu os fatos, mas não fez uma confissão formal", disse o oficial Pal-Fredrik Hjort Kraby, da polícia de Oslo.

Manshaus é suspeito de ter assassinado sua meia-irmã de 17 anos, Johanne Zhangjia Ihle-Hansen, antes de entrar na mesquita Al Noor, em um subúrbio de Oslo, e abrir fogo até ser dominado por um homem de 65 anos.

No momento do ataque, havia apenas três fiéis na mesquita e ninguém ficou ferido seriamente.

Manshaus compareceu a um tribunal esta semana com hematomas e cortes no rosto, no pescoço e nas mãos.

A polícia afirma que o jovem apresentou "pontos de vista de extrema direita" e "posturas xenófobas", e gravou o ataque a mesquita com câmeras instaladas em seu casaco.

Inicialmente, Manshaus havia negado as acusações.


Publicidade